A Marca

timthumb.php_

A partir da semana que vem vamos pisar em terreno minado: vida sentimental pós abuso.. . mas antes disso, temos que fazer uma preparação.

Essa preparação é entender que existe uma marca que tem de ser removida de cada uma de nós que viveu qualquer tipo de abuso. Não se engane, não: essa marca não foi colocada em você pela sociedade .

Sem perceber, cada uma de nós coloca em si própria essa marca – bem no meio da testa. Sabe como? Através da maneira que nos apresentamos às pessoas. Ainda que essa pessoa não tenha a menor ideia que um dia sofremos algum tipo de abuso, nos apresentamos de forma insegura, nos inferiorizando e automaticamente aquela pessoa “pressente” que deve haver algo errado com a gente.

Quando olhamos as pessoas à nossa volta, achamos, em nosso subconsciente, que todos sabem o que nos aconteceu e que estão nos julgando ou sentindo pena. A pior coisa para mim é a pena; é como se estivesse me colocando na posição de vitima novamente: frágil e incapaz, escrava dos meus sentimentos.

Mas tive que entender que eu mesma causava essa reação através de minhas atitudes, de minha dependência da opinião alheia, da minha falta de iniciativa, por sempre aceitar ficar com a pior parte do trabalho e achar que não tinha direito a nada melhor do que estavam me oferecendo (vamos falar muito sobre isso em breve).

Uma das coisas mais importantes que você pode fazer por si própria é remover essa marca que você se colocou. As pessoas não sabem o que lhe aconteceu, as pessoas não precisam necessariamente saber e seja lá o tipo de abuso que sofreu, não foi você que pediu por ele.

Portanto, por que viver se condenando por algo que não fez? Por que estampar na sua face essa tristeza, por que se apresentar às pessoas sem convicção da pessoa maravilhosa que você é, por que se rebaixar  tanto se você é filha do Rei?

“Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste” (Salmos 139:14) – sabia que você não é mais uma no meio da multidão?

A primeira coisa que você vai fazer agora é passar a mão na sua testa e, simbolicamente, remover essa marca. Só você pode contar sua historia aos outros, ainda que não usando palavras.

Vamos ao campo minado a partir da semana que vem.

Anúncios

Uma resposta para “A Marca

  1. Bom dia a todos os participantes, foi fantastico esse texto eu vejo aqui pelo meu serviço que as mulheres que sofrem algum tipo de violencia nao conseguem deixar a “marca” da tisteza coisas que elas nao cometeram , elas foram vitimas desses abusos e na mente delas todos sabem, mas na minha opinião é a fragilidade é a vergonha do que aconteceu, mas mesmo assim nós que fizemos parte desse grupo maravilhoso vamos tirar essa “marca” levando a palavra de Deus para todas sentirem que temos valor perante ao nosso Rei, só assim todas vao fazer a diferença.

    obreira mariangela
    Florianopolis – Sc

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s