ATENÇÃO NECESSÁRIA

Atender mulheres que sofrem ou sofreram Violência Domestica requer emprestar os ouvidos e as deixar desabafarem.

São historias longas e com muitos detalhes. Muito sofrimento que ouvindo, às vezes parece que é inexistente.

O que é observado é que tudo começa dentro de casa, pequenos muitos filhos já vivenciam vários tipos de violência.

Muitas vezes quando falamos em violência imaginamos uma briga onde se parte para uma agressão. Não, tem outros fatores que influenciam, são muitas maneiras de uma pessoa sentir-se agredida sem mesmo receber uma tapa.

Quando discutimos, quando moralmente diminuímos a capacidade de uma pessoa, quando verbalmente ferimos com palavras, tudo gera violência e derruba a autoestima.
Quando comemos algo que não nos faz bem de imediato queremos devolver, bom seria que um trauma de violência fosse assim, mas não se cria uma ferida aberta e enquanto a pessoa não se perdoa e não consegue perdoar, a ferida aumenta e fica ali alimentando diversos sentimentos que a leva a um poço profundo.

A atenção que essas mulheres veem recebendo no Projeto Raabe tem trazido frutos, pois com o passar dos dias vão observando diferença até no sorriso que já não existia.

Requer paciência, detectar o ponto chave do problema e ir orientando, pois nem tudo é falado no primeiro momento. Cada atenção um desabafo até conseguir limpar toda a ferida.

O projeto tem sido uma porta para essas mulheres e continuaremos contribuindo e buscando maneiras para alcançar uma vida sem violência.

Anúncios

CIÚMES

Em questões de ciúme, a linha divisória entre imaginação, fantasia, crença e certeza frequentemente se torna vaga e imprecisa. No ciúme as dúvidas podem se transformar em ideias supervalorizadas ou francamente delirantes.

O que aparece no Ciúme Patológico é um grande desejo de controle total sobre os sentimentos e comportamentos do companheiro (a). Há ainda preocupações excessivas sobre relacionamentos anteriores, as quais podem ocorrer como pensamentos repetitivos, imagens intrusivas e ruminações sem fim sobre fatos passados e seus detalhes.

Ciúme – conceito

Ciúme seria um conjunto de emoções desencadeadas por sentimentos de alguma ameaça à estabilidade ou qualidade de um relacionamento íntimo valorizado. As definições de ciúme são muitas, tendo em comuns três elementos:

1) ser uma reação frente a uma ameaça percebida;
2) haver um rival real ou imaginário e;
3) a reação visa eliminar os riscos da perda do objeto amado.

O conceito de Ciúme Mórbido ou Patológico compreende vários sentimentos perturbadores, desproporcionais e absurdos, os quais determinam comportamentos inaceitáveis ou bizarros. Esses sentimentos envolveriam um medo desproporcional de perder o parceiro (a) para um (a) rival, desconfiança excessiva e infundada, gerando significativo prejuízo no relacionamento interpessoal.

No Ciúme Patológico várias emoções são experimentadas, tais como a ansiedade, depressão, raiva, vergonha, insegurança, humilhação, perplexidade, culpa, aumento do desejo sexual e desejo de vingança. Haveria clara correlação entre autoestima rebaixada, consequentemente a sensação de insegurança e, finalmente o ciúme.

As estatísticas policiais sobre as vítimas do Ciúme Patológico normalmente estão distorcidas, tendo em vista o fato das mulheres raramente darem queixa das agressões que sofrem por esse motivo. O Ciúme Patológico pode até motivar homicídios, e muitas dessas pessoas sequer chegam aos serviços médicos.

 

No Ciúme Patológico o amor do outro é sempre questionado e o medo da perda é continuado, enquanto no amor normal (ou ideal) o medo não é prevalente e o amor não é questionado. No  Ciúme Patológico, a perda do ser amado não diz respeito à perda pela morte, como ocorre num relacionamento normal, mas o temor maior, o sofrimento mais assustador é a perda para outro(a).     “Se você não for minha não será de mais ninguém”

Em resumo o ciúme desmedido é um sentimento que traz destruições, seja ele por conta do álcool ou como uma manifestação doentia.

De qualquer forma, o complexo sentimento de ciúme, longe de ser aquele “condimento” que toma a relação amorosa mais “apetitosa”, é um sentimento que leva, via de regra, ao sofrimento de quem o sente e, principalmente, de quem padece nas mãos de um ciumento desconfiado e agressivo. Nas palavras do escritor Eduardo Ferreira Santos, o ciúme é, em última análise, um SINAL DE ALERTA! É uma “luz vermelha” que se acende no painel da vida, indicando que algo está falhando. Seja em um ou no outro, seja na relação, algum “ruído” está denunciado pelo ciúme. Quanto mais intenso e menos controlável maior o problema. “Quanto maior a intensidade desse sentimento mais estará ultrapassando os limites da normalidade, para, aos poucos, podermos ser devorados por uma obsessão capaz de destruir qualquer relacionamento.

Enquete: O que você pensa do ciúmes , já viveu alguma história? Deixe relatado em comentários.

Estudo, palestra Néia Dutra